PREVENTIVO

O exame preventivo, conhecido como Papanicolau, é uma análise ginecológica recomendada para mulheres sexualmente ativas, tendo como principal objetivo avaliar as condições do colo do útero, verificando a presença de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e contágio pelo vírus HPV.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), todos os anos, mais de 56 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de colo de útero na América Latina, sendo considerada a 3.ª maior doença mais comum entre as mulheres.

Felizmente, o câncer de colo de útero pode ser prevenido por meio da vacinação contra o papilomavírus humano (HPV). A recomendação da OPAS é que a administração da vacina comece entre os 9 a 14 anos.

Mas, além disso, o exame preventivo é capaz de verificar outros tipos de doenças que também atingem as mulheres. 

Conheça as especificações do exame preventivo do Laboratório Marcos Donadon!

 

Como se preparar para o exame?

Para realizar o exame preventivo, a mulher não pode estar no período menstrual, além de não ter recorrido a cremes, medicamentos ou anticoncepcionais vaginais por, pelo menos, 2 dias antes do procedimento.

Também é recomendável não ter relações sexuais ou realizar duchas vaginais, já que isso pode afetar o resultado dos exames.

Após a coleta, a mulher pode voltar normalmente às suas atividades cotidianas. Pode ocorrer um pequeno sangramento depois do exame. Caso a paciente sinta dores ou cólicas anormais, é interessante entrar em contato com o médico.

Não é necessário ficar em jejum para realização do exame preventivo.

Vale dizer que não há contraindicações para realização do papanicolau. O exame pode ser feito por qualquer mulher, independentemente de condições anteriores. Grávidas também podem realizar o procedimento.

Onde realizar o seu exame preventivo?

O exame preventivo papanicolau deve ser realizado junto com um médico ginecologista de sua confiança. Aqui, no Laboratório Marcos Donadon, atendemos uma série de consultórios e clínicas, além de analisar o seu exame individualmente, caso você já tenha a amostra.

Quer saber mais sobre o exame preventivo? Venha no Laboratório Marcos Donadon e realize seu exame!

Telefone: (69) 3229-6917

Whatsapp:  (69) 98501-1938

Rua Joaquim nabuco, 2105 – Centro 76804-340 – Porto Velho – RO

 

price

Valor

R$ 40,00

Como é feito?

O exame preventivo é simples, porém deve ser feito no consultório do ginecologista. Não há dor, mas pode ocorrer um leve desconforto ou sensação de pressão no útero durante a realização do teste. Isso porque o ginecologista retira uma amostra do colo do útero, com o auxílio de uma espátula.

No consultório, a paciente é colocada em posição ginecológica e, através do canal vaginal, um dispositivo médico é introduzido para visualizar o colo do útero. Logo em seguida, o médico recolhe a amostra e envia para o laboratório para análise.

Em geral, o exame preventivo é indicado para mulheres que já iniciaram a sua vida sexual, até os 65 anos. A recomendação é que o procedimento seja realizado anualmente. No entanto, dependendo das condições de saúde da paciente, o ginecologista pode recomendar o teste com mais intervalos mais espaçados.

Se for verificada alguma alteração no colo do útero, como infecções pelo HPV, é necessário fazer o exame preventivo semestralmente para acompanhar a evolução do vírus.

Além da coleta do papanicolau, o exame ginecológico preventivo também pode incluir a realização de exames de toque na mama, como forma de verificar a presença de nódulos nos seios das pacientes.

Atualmente, o câncer de mama é a segunda doença com maior incidência entre as mulheres no Brasil, perdendo apenas para o câncer de pele não melanoma. Todos os anos, mais de 2,1 milhão de novos casos são registrados.

Para que serve?

O papanicolau é um exame recomendado para diagnosticar lesões no colo do útero, com risco de progredir para o câncer. Durante o procedimento preventivo, é possível identificar várias doenças, como:

  • Clamídia
  • Sífilis
  • Gonorreia
  • HPV
  • Candidíase
  • Tricomoníase

Além disso, é possível identificar a presença de nódulos e cistos no colo do útero.

Dependendo do resultado, o ginecologista pode recomendar exames complementares para avaliar as condições de saúde.

Em relação ao diagnóstico do câncer de colo de útero, bem como outras condições (ISTs, infecções, etc.), é necessário contar com a interpretação médica dos resultados. Normalmente, o ginecologista verifica se há lesão de baixo ou alto grau e, dependendo da análise, o profissional pode requisitar uma biópsia.

Assine a Newsletter

    (69) 3229-6917

    Rua Joaquim nabuco, 2105 - Centro 76804-340 - Porto Velho - RO

    Ver no mapa

    Jussara Isa Braga Pacheco
    Responsável técnico
    CRBM: 2417

    Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

    Termos e serviços