Parasitologia

O exame de parasitologia em Porto Velho é um dos mais requisitados, principalmente para pacientes que apresentam sintomas relacionados às verminoses, como diarreia, falta de absorção de nutrientes e perda anormal de peso.

Também conhecido como exame parasitológico de fezes (EPF), a análise laboratorial é feita a partir da coleta de uma amostra fecal do paciente, com o objetivo de detectar a presença de vermes no intestino.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as parasitoses ou verminoses são as doenças mais comuns do mundo, com casos mais frequentes nos países em desenvolvimento, onde há falta de saneamento básico e água potável.

No Brasil, as verminoses afetam 36% da população, o que equivale a uma em cada três pessoas. A maioria dos casos incide sobre crianças, com mais de 55%.

Orientações

Para a realização do exame de parasitologia, é necessário coletar uma amostra de fezes, que normalmente é feita em casa, pelo próprio paciente.

No entanto, para que os resultados não sejam comprometidos, é necessário seguir as indicações do laboratório, incluindo manter o frasco padrão esterilizado e entregar o material para análise o mais rápido possível.

As fezes podem ser armazenadas dentro do frasco em geladeira por até, no máximo, 24 horas. Por isso, é importante entregar a amostra o quanto antes.

Alguns medicamentos podem influenciar no resultado do exame. Por isso, é fundamental avisar ao laboratório sobre isso, principalmente no uso regular de remédios.

No caso das mulheres, é necessário esperar até 3 dias após a menstruação para colher o material, para não contaminar a amostra com sangue menstrual.

Em geral, recomenda-se que o paciente não faça o uso de laxantes para o exame de parasitologia em Porto Velho. Além disso, pessoas que foram submetidas a testes de contraste radiológico ou tratamento com antibióticos também precisam respeitar o tempo necessário para o exame, para que os medicamentos não afetem o resultado.

As fezes não podem ser coletadas diretamente do vaso sanitário, pois a presença de microrganismos afeta diretamente os resultados da análise.

Como é feito?

Após a coleta das fezes, o material é submetido a inúmeros testes no laboratório. O primeiro deles é a inspeção macroscópica, ou seja, verificando a aparência, composição e consistência da amostra.

Nesta primeira averiguação, a parasitologia em Porto Velho tenta encontrar larvas, ovos ou parasitas. Posteriormente, é feito a análise microscópica, que investiga a presença de microrganismos.

Por esse motivo, é fundamental realizar uma consulta prévia com o médico, para orientar o melhor procedimento, de acordo com os sintomas.

Em alguns casos, o laboratório ou médico podem pedir a coleta de até três amostras de fezes, em dias diferentes, com intervalos de 2 a 3 dias.

Quando isso ocorrer, é importante que o laboratório ofereça o líquido MIF (Merthiolate-Iodo-Formol), que permite o armazenamento e mantêm o frasco reutilizável para os demais materiais.

Para que serve?

O exame parasitológico de fezes é usado para diagnosticar os principais vermes, protozoários e parasitas presentes no intestino humano.

Normalmente, a parasitologia é solicitado para verificação da presença de lombrigas, giardíase e esquistossomose, que são as doenças parasitárias e verminoses mais comuns no Brasil.

Do ponto de vista morfológico, os principais vermes que podem ser vistos no intestino humano são:

  • Helmintos: compostos de várias células, com dimensões variadas, como a Taenia solium, Taenia saginata, Ascaridia galli e a Ascaris lumbricoides.

  • Protozoários: compostos apenas por uma célula, como a amebíase (pela Entamoeba histolytica), a giardíase (pela Giardia lamblia), a malária e a leishmaniose visceral.

Os parasitas podem ser encontrados em diversos estágios diferentes nas fezes. São eles:

  • Trofozoítos (estágio ativado de alimentação intracelular);

  • Oocistos (esporo duro e de parede espessa, com capacidade para  sobreviver fora de um hospedeiro);

  • Ovos;

  • Larvas ou;

  • Adultos.

Vale dizer que os parasitas têm características biológicas diferentes. Sendo assim, nem sempre o mesmo tipo de processo de parasitologia em Porto Velho é indicado para todas as doenças.

Daí a importância de sempre consultar um médico antes de realizar o exame parasitário de fezes. Dessa forma, é possível verificar qual é o procedimento mais adequado.

Quer saber mais sobre o exame de parasitologia em Porto Velho? Entre em contato para agendar o seu teste no Laboratório Marcos Donadon!

Telefone: (69) 3229-6917

Whatsapp:  (69) 98501-1938

Rua Joaquim nabuco, 2105 - Centro 76804-340 - Porto Velho - RO

Exames relacionados

Veja também outros exames relacionados com Parasitologia.

Assine a Newsletter

    (69) 3229-6917

    Rua Joaquim nabuco, 2105 - Centro 76804-340 - Porto Velho - RO

    Ver no mapa

    Jussara Isa Braga Pacheco
    Responsável técnico
    CRBM: 2417

    Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

    Termos e serviços