Glicemia em jejum

Está chegando a hora de realizar seu check-up anual e seu médico incluiu o exame de glicemia aos demais? 

Verificar sua glicemia pode significar apenas uma preocupação com a manutenção de sua saúde ou a investigação de possíveis doenças a partir de sintomas que você apresentou ao especialista durante consulta. 

Se você está com uma pulguinha atrás da orelha, confira nosso artigo sobre a glicemia, a realização do exame indicativo em jejum e tire suas dúvidas.

O que é a Glicemia?

A glicemia refere-se ao acúmulo de glicose encontrado no sangue. E o que é a glicose?

Simples: a glicose é o açúcar ingerido diariamente. 

Esse açúcar, ingerido através de carboidratos, como pães, massas, arroz, feijão, doces, frutas e outros, é uma importante fonte de energia para o corpo, porém, quando consumido em excesso, eleva a glicose no sangue, causando uma “explosão” dos índices glicêmicos no organismo.

O que você deve fazer depois do exame de glicemia em jejum?

Após o período de jejum, que deverá ser indicado por seu médico ou pelo laboratório de sua confiança, alimente-se bem e reponha as energias. Se possível, evite exercícios pesados por mais algumas horas.

 

Prazo de entrega do exame de glicemia 

O resultado do exame de glicemia em jejum fica pronto, em média, em até 24 horas, mas pode variar conforme prazos do laboratório escolhido.

Na dúvida, verifique as orientações com a atendente do laboratório ou com o técnico de coleta.

Quando repetir o exame de glicemia? 

Em caso de check-ups, a periodicidade ideal é de ao menos uma vez ao ano, mas depende dos seus resultados!

No caso do diagnóstico da diabetes, por exemplo, é recomendado repetir o exame de glicemia a cada três meses. Porém, apenas um especialista poderá determinar.

Saúde sempre em dia 

Você divide seu dia a dia entre a correria do trabalho, cuidados com a casa, com a família e sempre acha que o dia poderia ter mais 24 horas?

Nós te entendemos. Mas lembre-se que a realização de consultas e exames periódicos fazem parte de uma série de prevenções que devem ser tomadas para que a rotina fique mais fácil e a vida mais leve!

Leve seus resultados ao seu médico e mantenha check-ups anuais.

Conte com o Laboratório Marcos Donadon para a realização de seus exames. Entre em contato com nossa equipe e tire todas as suas dúvidas sobre exames disponíveis.

Telefone: (69) 3229-6917⠀

Whatsapp

Como é feito?

Considerando que o açúcar tem concentração mais alta no sangue uma hora após as refeições e depois volta a estabilizar, o exame de glicemia em jejum irá comparar os níveis normais e anormais de glicose.

O jejum, com intervalo entre 8 e 12 horas, é o tempo ideal para que o nível glicêmico no sangue estabilize. A coleta de sangue será realizada através de punção venosa e a amostra será examinada em seu laboratório de confiança.

Vinte e quatro horas antes de realizar seu exame, evite o consumo de álcool, cafeína e exercícios pesados.

Confira os valores de referência do exame de glicemia em jejum:

  • glicemia em jejum normal: inferior a 99 mg/dL;
  • glicemia em jejum alterada: entre 100 mg/dL e 125 mg/dL;
  • glicemia em jejum baixa ou hipoglicemia: igual ou inferior a 70 mg/dL.
  • diabetes*: igual ou superior a 126 mg/dL;

*Resultados superiores a 126 mg/dL e possíveis diagnósticos de diabetes, devem ser avaliados por seu médico para que o tratamento correto seja seguido.

Para que serve?

O exame de glicemia em jejum mede o nível de glicose no sangue e fornece dados sobre o processamento do açúcar consumido por seu corpo.

Níveis estáveis de glicose significam um corpo mais saudável, mostrando que os hormônios do glucagon e da insulina estão agindo na normalização da glicemia. 

O glucagon normalizará a glicemia alta (hiperglicemia), enquanto a insulina normalizará a glicemia baixa (hipoglicemia).

Veja alguns sintomas que podem surgir quando o glucagon e a insulina têm níveis desregulados.

Hiperglicemia:

  • ansiedade;
  • confusão mental;
  • fome;
  • sudorese;
  • tremores.

Hipoglicemia:

  • cansaço;
  • constante vontade de urinar;
  • demora na cicatrização de machucados;
  • sede;
  • visão embaçada.

No caso da hipoglicemia, algumas doenças e sintomas poderão ser sinais da baixa glicemia, como:

  • alcoolismo;
  • cirrose;
  • cortisol baixo;
  • desnutrição;
  • hepatite;
  • uso de medicamentos.

Também é possível que seu médico peça o exame de glicemia se você apresentar fatores de risco para diabetes dos tipos 1 e 2, como:

  • doença cardiovascular;
  • sobrepeso ou obesidade;
  • falta de exercício;
  • histórico familiar de diabetes;
  • pressão alta.

Ao realizar seu exame de glicemia em jejum, apresente os resultados ao seu médico. Ele avaliará seu nível glicêmico e todas as possibilidades, que vão de uma simples disfunção hormonal, muitas vezes causadas por hábitos pouco saudáveis, à possibilidade de diabetes.

Assine a Newsletter

(69) 3229-6917

Rua Joaquim nabuco, 2105 - Centro 76804-340 - Porto Velho - RO

Ver no mapa

Dante Santiago Sanchez
Responsável técnico
CRBM 1524

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Em caso de dúvidas , consulte o seu médico.

Termos e serviços